Profissão Corretor: como saber se você tem o perfil ideal?

Share on whatsapp
Share on telegram
Share on email
Share on facebook
Share on twitter

Se formos analisar o mercado imobiliário de alguns anos atrás, bastava que um corretor de imóveis soubesse “apenas” fechar vendas para se tornar referência no segmento.

Hoje, com o amadurecimento do setor, a seletividade do consumidor e, sobretudo, o fortalecimento da concorrência, há outros aspectos cruciais para você, profissional, se destacar no mercado.

Sendo assim, habilidades e competências focadas em tecnologia, na jornada do consumidor e nas relações interpessoais são, de fato, mais importantes do que nunca. Além disso, algumas qualidades pessoais também fazem parte do perfil ideal de um corretor.

O Centro Imobiliário deseja que você construa uma jornada profissional de sucesso. Vamos entender juntos se você tem o perfil ideal para se tornar o melhor corretor de imóveis? Leia o artigo na íntegra e saiba mais!

Afinal, qual é o perfil de um corretor de imóveis campeão?

O que vamos dizer aqui não é uma fórmula mágica. Porém, com toda a nossa expertise – que já ronda os 15 anos – sabemos exatamente qual é o perfil que mais obtém sucesso nas negociações de compra e venda de imóveis. 

  • Assim que entram para a família CI, os corretores de imóveis recebem um treinamento exclusivo. Temos uma jornada própria desenhada ao longo dos últimos anos, com suporte de departamentos internos, a fim de proporcionar o ambiente perfeito para as vendas!

Vamos às características?

Ótimo relacionamento interpessoal

Corretores de imóveis lidam com gente, sonhos e desejos. Por isso, essa é uma das características cruciais para quem deseja seguir a carreira.

Quando falamos em bom relacionamento interpessoal, estamos dizendo que você deve ser flexível e estar apto ao atendimento de clientes com perfis distintos, por exemplo. 

Além disso, devemos considerar os possíveis obstáculos que podem surgir durante a transação, os quais exigem pensamento ágil, flexibilidade e confiança perante o cliente.

Foco em resultados

Contratos fechados, metas batidas e comissões na carteira: esse é o tripé de desejos de qualquer corretor de imóveis. Manter o foco em resultados é de extrema importância nesta jornada, uma vez que o volume e um bom ticket médio de vendas são os indicativos de sucesso na carreira.

Para tanto, além de conduzir com êxito a relação pessoal entre cliente e corretor, um bom profissional também precisa dominar o processo de compra e venda. Você sabe, por exemplo, quais são os documentos necessários para a venda de imóveis?

Um corretor focado em resultados não se contenta em atingir a meta mensal. Se há oportunidade de negócio, há contratos a serem fechados.

Alinhamento às novas tecnologias

Não há como negar. Hoje, os profissionais que não acompanham as novas tecnologias largam em segunda posição e perdem espaço.

No caso do setor imobiliário, são inúmeras as ferramentas capazes de otimizar o processo de captação, pré-venda, fechamento e pós-venda. Desta forma, os resultados são muito mais efetivos, tanto para quem vende, quanto para quem compra.

Imobiliárias que investem em tecnologia, como o CI, disponibilizam portais próprios de imóveis, possuem processos internos de marketing, que facilitam na atração de potenciais clientes, e mantém canais de comunicação diretos com o consumidor. Entender como essas frentes funcionam é de suma importância para o corretor de imóveis.

Além disso, ferramentas de comunicação, como e-mail, Whatsapp e redes sociais, são canais fortes que, se bem explorados, fortalecem as transações imobiliárias.

Poder de persuasão

É quase um clássico abordar o poder de persuasão quando falamos sobre vendas, certo? De fato, essa habilidade preenche o perfil de um bom vendedor, inclusive o de corretores de imóveis.

Define-se como persuasão o poder de utilizar argumentos lógicos e simbólicos na influência de pessoas. E influenciar significa direcionar o consumidor a tomada de decisões.

Mas como trabalhar o poder de persuasão? Com algumas estratégias específicas, você cria o ambiente ideal para concluir a sua venda. Algumas delas são:

  • Avaliação do contexto e do tempo;
  • Persistência;
  • Criação do senso de urgência;
  • Cumprimentos sinceros e reais;
  • Comunicação simples;
  • Diálogo sobre o que o cliente deseja ouvir.

Ao falarmos sobre senso de urgência e persistência, devemos nos atentar à diferença entre abordagens massivas consideradas invasivas e a necessidade de uma abordagem mais direta para a conclusão da negociação.

No segmento de vendas, tais ações têm nome: são as técnicas de Hard Sell e Soft Sell. Na primeira, temos uma abordagem massiva, cujo foco é fechar a venda a qualquer custo. Já na segunda, as atenções são direcionadas à humanização do atendimento e proximidade com o cliente. 

Aqui no blog temos um artigo bem completo sobre Hard Sell e Soft Sell para corretores. Recomendamos a leitura, a fim de entender melhor a aplicação destes conceitos na compra e venda de imóveis. 

Comprometimento e honestidade 

Quando um potencial cliente entra em contato com a imobiliária, seja para compra, seja para venda de um imóvel, ele espera total comprometimento e honestidade.

Desde o primeiro contato é fundamental que você, corretor de imóveis, comprometa-se com a demanda proposta pelo cliente. Aqui no CI prezamos pela qualidade no atendimento e pela transparência, do início ao fim do processo.

Um aspecto crucial que notamos em nossas ações é a necessidade de manter o cliente informado sobre suas reais responsabilidades em determinada transação. 

Um bom exemplo são as taxas relacionadas à compra e venda. Antes mesmo de iniciar o processo de financiamento, inclusive de simulação, todas as taxas e valores além do preço de imóvel devem ser informados.

Outro aspecto que merece atenção é a continuidade do trabalho realizado em cada imóvel. Um grande erro de alguns corretores é “abandonar” o imóvel após algumas semanas ou meses de corretagem. 

Apresentar o imóvel de maneira intensa logo após o cadastro no catálogo, porém, não sequenciar uma rotina pesada de visitas, pode reduzir as chances de negociação. Além, é claro, de desapontar o proprietário que deseja vender o imóvel com agilidade, já que não sentirá, por parte do consultor imobiliário, um interesse real em fechar negócio.

Lembre-se: o comprometimento deve ser total e este interesse deve ser mantido vivo ao olhar dos clientes.

Gestão do tempo e produtividade

Atuar de forma autônoma requer organização, afinal, este é o caminho para bons resultados. Com os corretores de imóveis não é diferente. E isso é, sobretudo, um desafio.

Alinhar a agenda para atender todas as demandas, visitas, dúvidas e demais necessidades dos clientes é crucial para o corretor atingir suas metas, resultando em boas comissões no final do mês.

Se você tem o hábito de planejar as suas ações, organizar a agenda antecipadamente e é fiel aos seus compromissos, tenha certeza de que possui mais uma importante característica para uma carreira de sucesso!

Para finalizar o conteúdo, uma informação importante: não é porque você não possui todas as características listadas no artigo, que você não tem o perfil ideal para se tornar um bom corretor de imóveis. 

Vale lembrar que muitas de nossas habilidades são naturais, porém, outras tantas podem ser treinadas e conquistadas durante a jornada profissional.

Esperamos que tenha aproveitado as dicas do conteúdo. Conte com o Centro Imobiliário para trilhar uma trajetória de sucesso no setor imobiliário!

Junte-se a mais de 28.000 pessoas

Entre para a lista e receba conteúdos e ofertas exclusivas por e-mail ou WhatsApp

Você também pode gostar

Material gratuito

Quer realizar o sonho de morar na praia? Comece pelo nosso conteúdo exclusivo

Buscando um imóvel?

Encontre as melhores ofertas, divididas por categoria

© 2021 Centro Imobiliario LTDA – CRECI J-22277