Centro Imobiliário

Pastas de documentos relacionados à compra de imóveis

Comprar um imóvel é a realização de um sonho, mas para que você não tenha surpresas é fundamental entender quais são os custos envolvidos no processo.

Descubra abaixo quais são essas despesas e evite surpresas no momento de assinar o contrato.

ITBI

Sempre que alguém compra um imóvel, a prefeitura da cidade na qual o bem está localizado faz a cobrança do Imposto de Transmissão de Bens Imóveis (ITBI). Em média, o valor cobrado fica em torno de 2% a 3% do preço do imóvel.

Entretanto, como é um tributo municipal, as regras para pagamento, parcelamento e alíquotas vão variar para cada prefeitura.

Consulte o site da prefeitura da sua cidade para verificar o percentual de cobrança do ITBI e também as vantagens que são oferecidas para determinados perfis de consumidores e de imóveis. Você também deverá ficar atento ao prazo para o pagamento, já que determinadas cidades cobram multas por atraso neste imposto.

Escritura pública

A escritura pública é o documento que representa o contrato de compra e venda e também tem o preço definido com base no valor do imóvel, com regras diferentes a cada estado.

No estado de São Paulo, por exemplo, a escritura para um imóvel de R$ 300 mil custaria aproximadamente R$ 2.500, e quanto maior o valor de compra, maior o custo da escritura. Para calcular os custos com escritura e registro no seu estado, acesse o site do Instituto de Registro de Imóveis do Brasil.

A escritura pública é cobrada apenas de quem compra o imóvel à vista. Para quem está fazendo a aquisição via financiamento bancário este documento não será necessário.

Registro do imóvel

O registro do imóvel é o documento que oficializa a compra, retirando a propriedade do antigo vendedor e passando a mesma para o nome do novo proprietário.

O valor cobrado também varia para cada estado e é fixo em cada faixa de preço do valor de compra. Dessa forma, um apartamento que vale R$ 300 mil, por exemplo, tem o valor de registro mais baixo do que um imóvel de R$ 900 mil.

Para se ter uma base, para registrar um imóvel que custa R$ 500 mil em São Paulo você gastaria R$ 1.792,21. Para dar entrada no registro do imóvel é necessário apresentar os comprovantes de pagamento do ITBI e da escritura, se for o caso.

Mudança, pequenas reformas e reparos

Ao comprar um novo imóvel para residir é fundamental prever os gastos com a mudança, além de pequenas reformas e reparos que sejam necessários.

Atualmente existem serviços que fazem a mudança completa para você, desde o encaixotamento dos pertences até a montagem dos móveis no novo endereço.

Orce esse tipo de serviço com antecedência e ganhe tempo para negociação dos valores. Caso o novo imóvel necessite de reforma, se atente a isso desde o início do processo, já que você também poderá obter vantagens na negociação do preço de compra.

Deixe um comentário